na categoria e-commerce, Loja Virtual, Marketplace

O que o consumidor procura hoje nas ofertas?

  • Qualidade
  • Rapidez
  • Plataformas atualizadas.
  • Diversidade
  • E claro, o acompanhamento tecnológico.

Não é novidade alguma que 10 em cada 8 pessoas estão conectadas através do computador, tablets ou smartphones. A era das mídias digitais tem influenciado o planeta de várias formas.

Daqui há 10 ou 15 anos é provável que o papel não exista mais, os livros serão todos em formato digital, os conteúdos, aulas e cursos já acompanham esse mercado e o ensino Educação a Distância – EAD ganhou fama e destaca-se como um dos mais flexíveis para seus usuários.

Com isso, todos saem ganhando, a natureza é favorecida, pois suas matérias primas são poupadas e nós podemos ter mais conhecimentos, sem ter que desperdiçar tanto tempo, dinheiro e recursos físicos, que na maior parte das vezes ficam guardados em baús velhos.

A evolução chegou e com ela trouxe muitas inovações e novidades, aos poucos o mundo transformou-se em um laboratório experimental, onde novas realidades e oportunidades de entretenimento, informação e comércio deu-se início.

Assim surgiram as lojas virtuais, e-commerce, e marketplaces da vida.

O consumidor é exigente, está sempre conectado e buscando informações.

Antigamente, o cliente só tinha informações sobre uma marca quando passava um comercial na televisão ou quando o outdoor sobre ela era estampado em algum bairro.

Hoje com a expansão do e-commerce as pessoas conhecem mais, sabem de que são feitos determinados produtos, como são preparados os alimentos dos quais gostam, quais são os benefícios de consumi-los e demais informações ao seu respeito.

A internet e suas facilidades viabilizaram esse canal de comunicação entre produto – empresa e consumidor.

Hoje ninguém mais quer folhear páginas de revistas ou folders para saber o que àquele fornecedor de alimentos tem para oferecer hoje, a loja virtual é o portfólio mais buscado atualmente, quando alguém quer algo – corre logo para o Google e em poucos minutos, sem demora, fila ou dificuldades – os resultados ficam estampados.

Quando uma marca tem seu nome cravado na internet, passa a ganhar força comercial, os concorrentes que não se antecipam em ter uma loja virtual perdem mercado e destaque.

E buscando essas soluções mais vantajosas de diferencial competitivo é que as empresas têm feito parte do marketplace.

E-commerce e seu surgimento

E-commerce é o mesmo que comércio eletrônico, surgiu em 1970, a partir de duas empresas chamadas EDI e EFT que faziam transações entre pessoas e empresas.

Quando a internet entrou nesse sistema, aí então, o e-commerce ganhou destaque e notoriedade em vários nichos de atuação.

Uma das grandes vantagens é que essa modalidade de trabalho, trouxe maiores opções aos consumidores. As pessoas poderiam ver e selecionar os produtos a partir de qualquer lugar e em qualquer horário, fosse duas da manhã ou cinco da tarde.

Daí então as lojas virtuais foram sendo vistas com bons olhos. As pessoas passaram a confiar na proposta ofertada e nos benefícios advindos de receber o produto por meio dos correios ou transportadoras, sem terem que se deslocar ao local para comprar determinado produto ou para ter determinado serviço.

Atendimento com qualidade e conforto. Esse é o lema do e-commerce.

O que é um Marketplace?

O Marketplace deu novas chances ao e-commerce, porque possibilitou que várias propostas pudessem ser encontradas a partir de um só lugar. O que isso significa?

Que o e-commerce migrou de um sistema simplificado – para outro, que promoveu maior impacto, dando assim maior poder de escolha ao cliente.

Ou seja, deu abertura para que várias empresas pudessem ser vistas, pesquisadas e também deu engajamento a diversos negócios, fazendo até mesmo, com que concorrentes obtivessem vantagens iguais.

Ilustrando essa realidade, é o mesmo que dizer de um shopping físico – onde os consumidores podem pesquisar o mesmo produto em diversas lojas, estabelecidas lá.

O e-commerce convencional então mudou a estratégia sob um ponto de vista de multiplicidade.

Os benefícios de usar o marketplace são muitos, principalmente porque promove maior interação do público, seja ele mais exigente, ou menos exigente, seja de um nicho grande ou mais específico.

E quando se fala em visualizações, frequências e público, o tráfego é imprescindível para uma loja virtual.

Esse contexto é bem interessante, veja porquê, uma livraria, por exemplo, não tem como dispor de todos os livros de ficção ou romance em suas prateleiras, correto?

O consumidor que chega lá, procura o livro x, mas ele não está disponível, o estoque não o repôs e simplesmente o comprador volta para casa de mãos vazias.

Já com as lojas online de marketplace é diferente. Não existem espaços físicos e por isso o comprador pode comprar o que desejar. Na quantidade que quiser. E ainda há o prazo do recebimento da transação realizada – caso o livro x esteja faltando no estoque – poderá ser comprado pela empresa e revendido ao cliente final podendo ficar dentro do prazo de envio.

Portanto, o e-commerce se adequou a uma nova realidade de mercado. Promovendo assim diferenciais, como:

  • Maior visibilidade.
  • Destaque da marca.
  • Aumento no faturamento.
  • Notoriedade
  • Baixo investimento.
  • Fortalecimento da marca.

A evolução do e-commerce tradicional tem sido muito significativa para o marketplace, agora as lojas virtuais podem ser encontradas com facilidade, e as propostas estudadas pelo consumidor seguem segundo referências, como:

  • Valor de mercado.
  • Desconto.
  • Baixo investimento.
  • Entrega e prazo.
  • E popularidade.

As pessoas buscam opções, diversidade e poder escolher entre a marca x e y em um mesmo local, faz com que o consumidor conheça novos produtos e até marcas desconhecidas.  Essas se valem das que já possuem mercado e por usar a mesma plataforma, consegue atrair novos olhares e público de maneira simplificada e estratégica.

No final, todos saem ganhando de um jeito ou de outro.

O segmento do negócio cresce exponencialmente por ser parte de um todo importante.

No final, acaba que uma loja virtual puxa a outra, um produto empurra o outro, formando uma rede, e com essa maior visibilidade, o negócio se amplia, e pode ter maiores rendimentos através de uma plataforma simples e abrangente.

Não é à toa que hoje, tantas grandes marcas fazem parte do marketplace e assim, tiram inúmeras vantagens de seus recursos!

LEIA TAMBÉM